Neve. Muita Neve! - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Bichos cachoeira Caverna cidade deserto Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Praia Trekking trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Paraná Há 2 anos: Alaska

Neve. Muita Neve!

Estados Unidos, Washington State, Winthrop

A valente Fiona enfrenta a neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

A valente Fiona enfrenta a neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Acordei cedo hoje na pequena Winthrop e, conforme tinha prometido para a Ana na noite anterior, fui comprar nosso café da manhã. A cidade fica perto do limite do North Cascades National Park. Quem nos deu a dica de dormir ali foi um dos oficiais da fronteira ontem, depois do imbróglio que nos custou mais de uma hora por lá. Queríamos fazer a estrada que cruza o parque durante o dia, para poder admirar a paisagem, e ele falou que essa seria a melhor cidade. Acertou na mosca! Cidade com cara de faroeste, muito popular no inverno com os esquiadores, ou no verão com os trekkers. Agora, fora de estações, hotéis baratos, mas igualmente simpáticos. O gerente do nosso, muito interessado na nossa jornada, nos indicou uma deliciosa pizzaria para o jantar. Pizza gostosa como eu já não comia há meses!

Chegando ao North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Chegando ao North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Pois é, esse mesmo gerente me recebeu quando eu voltava do mercado com o nosso café da manhã. Dizia que neve nos esperava nas montanhas a frente. Pela conversa da noite anterior, já sabia que nós, brasileiros, adoramos neve. Checou a previsão do tempo e veio correndo me dizer que estava nevando no Washington Pass, pouco mais de 1.500 metros de altura, cerca de 30 quilômetros à frente na nossa rota para o oeste.

Começa a nevar na estrada que atravessa o North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Começa a nevar na estrada que atravessa o North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Aceleramos nosso café (iogurte grego, granola, pão, Philadelphia e geleia) e botamos o pé na estrada, loucos de curiosidade para encontrar a sempre mágica neve. Ali onde estávamos não tinha nem cheiro de neve, céu claro e poucas nuvens. Difícil acreditar que ela estava poucas milhas adiante. Mas umas nuvens densas, quase uma neblina, cobriam as montanhas. “Deve ser ali”, imaginamos.

Vegetação coberta pela neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Vegetação coberta pela neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Bingo! Começamos a subir e o tempo foi fechando. Nada mais de céu azul. Algo estranho começou a preencher o ar. Quase um fantasma. O “fantasma” foi ficando mais denso. Já não tínhamos dúvidas: eram flocos de neve! Subimos um pouco mais e a neve começou a aparecer, acumulada na mata que nos rodeava. Pequenas manchas brancas aqui e ali. Não demorou muito e, sempre subindo, as árvores começaram a ficar brancas por inteiro. Igualzinho àqueles pinheiros de natal que vemos nos filmes. Só que aqui não era uma árvore, mas a floresta inteira! Lindo! Ao mesmo tempo, as manchas de branco ao no acostamento se tornaram morros de neve. E a estrada, limpa até então, também foi ficando branca, restando dois trilhos de asfalto no meio dela.

Dirigindo em estrada cheia de neve, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Dirigindo em estrada cheia de neve, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Máquina para limpar neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Máquina para limpar neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Para nós, desacostumados com isso, parecia um sonho. Ou um cenário de filme. A neve continuava caindo, em flocos cada vez mais grossos. A estrada estava cada vez mais alta, assim como a neve ao seu redor. E os trilhos de asfalto sumiram, ficando apenas uma camada mais fina de branco por onde deveríamos seguir. No sentido oposto, aquelas máquinas de limpar neve, jogando o gelo branco para o acostamento. O nosso freio já não mais funcionava, o gelo sobre o asfalto demasiadamente escorregadio para o sistema ABS.

A valente Fiona enfrenta a neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

A valente Fiona enfrenta a neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Fiona em meio à neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Fiona em meio à neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Começamos a torcer para o tal do Washington Pass chegar logo. Dali em diante a estrada baixaria de novo, certamente com menos neve. Nosso medo era que fechassem a estrada. Pior ainda, era que a Fiona desse uma derrapada em algum barranco ou precipício. Eu dirigia devagar, freando apenas no motor. Mas, a preocupação era apenas uma parte pequena dos nossos sentimentos. A grande parte estava era emocionada com aquele cenário todo, algo que ainda não havíamos experimentado de verdade nesses 1000dias.

Brincando com a neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Brincando com a neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Muita neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Muita neve no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Tínhamos pego neve na Argentina e no Sequoia National Park, na California. No Alaska também, lá no norte, acima do Círculo Polar Ártico. Mas nada como agora, pintando toda uma floresta de branco, neve grossa caindo, estrada branquinha por quilômetros a fio. Um cenário absolutamente encantador! Nem eu nem a Fiona acostumados com isso, mas vamos nos acostumando. Enquanto isso, muitas fotos e muitos “Ooohhh!!!”.

Em dia de muita neve, visitando o maravilhoso North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Em dia de muita neve, visitando o maravilhoso North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Pelo menos em teoria, lá do alto do Washington Pass teríamos uma bela vista das montanhas do North Cascades. Uma trila de pouco mais de um quilômetro nos levaria para um mirante. Mas, quando chegamos lá, era tanta neve que o estacionamento e a tal trilha estavam cobertos de neve. Assim como as montanhas e a nossa vista. Mas, sinceramente, quem se importava? Tudo já estava tão lindo, tão magnífico para dois brasileiros acostumados com praias e não com neve. Só o caminho até lá já tinha valido a pena, toda a pena! E com aquela neve toda caindo, o sensato mesmo era continuar e não deixar a Fiona ficar como outros carros por ali, cobertos de neve!

Pequena trilha na mata do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Pequena trilha na mata do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Assim, começamos a descer. A neve começou a diminuir, mas logo começamos a subir novamente, até outro pass. Mais baixo que o anterior, mas com muita neve também. Depois, voltamos abaixo dos 500 metros e a neve ficou lá no alto das montanhas. Pela próxima hora ou um pouco mais, só ficamos admirando os picos nevados longe de nós. Perto, o que víamos eram matas, lagos, cascatas e cachoeiras. Não é a toa que toda a região foi transformada num parque nacional.

Grande cachoeira no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Grande cachoeira no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Linda natureza, mas era mesmo a neve que mais nos impressionava. Fico imaginando que os gringos devem achar curiosa essa nossa atração pela neve, algo que para eles é tão normal. Mais ou menos como praias ensolaradas com águas quentes e mulheres lindas são para nós, enquanto, para eles, é algo de outro mundo. Tudo uma questão de costumes...

Dirigindo por uma floresta congelada no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Dirigindo por uma floresta congelada no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Nós seguimos por toda a extensão da estrada, até chegar na grande rodovia que liga Seattle à Vancouver. Nosso sentido era continuar adiante, chegando ao litoral e pegando um ferry para a península de Olympia. Mas queríamos mais neve! Para isso, bastava seguir para uma estrada que entrava na parte norte do parque. Um detour de algumas dezenas de quilômetros que certamente valeria a pena.

Dia de muita neve na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Dia de muita neve na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


E valeu. Muito! Seguimos para a região do Mt Baker. O mapa está no post anterior. Lá está uma das poucas estações de esqui operando dentro de um Parque Nacional nos Estados Unidos. Mas, acho que a neve chegou antes do que eles estavam prevendo e a estação estava fechada, ainda. Para nós que não esquiamos, não fazia a menor diferença. O que queríamos ver era neve, e isso tinha lá de monte. Mais chance para brincarmos, tiramos fotos ou simplesmente curtirmos aquele momento. Ver neve caindo do céu é uma coisa mágica.

Está na hora de abrir a área de ski do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Está na hora de abrir a área de ski do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Muita neve na área do abrigo do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Muita neve na área do abrigo do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Ao final, já esteou até ficando craque em levar a Fiona através de uma estrada branquinha. As tais correntes fazem falta, mas com cuidado dá para se divertir. Acho que tivemos bastante sorte de poder dirigir por ali, nesse época e com tanta neve. Normalmente, e as placas indicam isso, só com correntes mesmo. Mas a neve veio tão de surpresa que não deu tempo deles fecharem a estrada, hehehe. Melhor para nós!

Lago na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Lago na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Dia de muita neve na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Dia de muita neve na área do Mt Baker, no North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos


Já nas últimas horas do dia, depois de muita diversão, resolvemos que era hora de voltarmos. A fome apertava e paramos num delicioso e animado restaurante bem na entrada do North Cascades, nesse lado noroeste do parque. Muito bem alimentados, seguimos em frente, até a última cidade mais importante antes do ferry para Port Townsend, a cidade mais interessante da Olympia Peninsula, para onde seguimos amanhã. Quem diria... depois do ferry para Vancouver, achei que o próximo seria apenas sobre o rio Amazonas. Nada disso! Já temos um amanhã mesmo, e certamente outro, quando formos para Seattle. Da neve para um ferry, a Fiona está cada vez mais eclética e adaptável. E eu, nada como errar minhas previsões diariamente. São as surpresas e o inesperado que fazem a viagem uma verdadeira... viagem!

Decoração de Halloween em restaurante na saída do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Decoração de Halloween em restaurante na saída do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos

Estados Unidos, Washington State, Winthrop, Parque, North Cascades National Park

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Visto de permanência do Rodrigo nos EUA (6 meses de permanência)

Chateação de Fronteira

Post seguinte Visitando a bela 2a Beach, em La Push, pequena localidade indígena no litoral do Olympic National Park, no estado de Washington, oeste dos Estados Unidos

Olympic National Park e a Nova York do Oeste

Blog da Ana A valente Fiona enfrenta a neve do North Cascades National Park, no estado de Washington, noroeste dos  Estados Unidos

Neve no North Cascades

Comentários (8)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 26/11/2012 | 13:55 por Jacques

    Oi pessoal!
    Que tipo de experiencia vc teve com neve na estrada? Vi vc falar em estrada bloqueada com cadeado. Vcs tiveram que colocar corrente alguma vez? Ou alguma vez foram impedidos de seguir viagem, seja pelas condições da estrada ou pela falta de corrente? Como se faz nestes casos? Dá meia volta, estaciona e espera?

    Resposta:
    Olá Jacques

    Nós pegamos bastante neve em alguns trechos aqui nos EUA. Não colocamos corrente nenhuma vez (acabamos nem comprando), pois o carro 4x4, com pneus grandes e offroad andam bem nela. O problema maior é quando há gelo. Nesse caso, tem de andar bem devagar, freando na marcha. Qualquer pisadinha no freio e o ABS já é acionado, porque desliza muito.

    É muito comum algumas estradas serem fechadas. Muitas vezes, fecham pela estação inteira, por até 6 meses. Eles põe uma cancela na estrada e por lá ninguém entra. É preciso seguir por um caminho alternativo e isso pode significar centenas de quilômetros de volta.

    Estradas maiores e mais importantes, sempre haverá máquinas para limpar a neve. As menores, eles simplesmente desistem dela, até o próximo verão. Normalmente, são bem conservadores. Por exemplo, lá no Yosemite, a estrada para o Glacier Point estava fechada. Mas o park ranger me disse que certamente eu poderia ter passado com o meu carro. Mas eles preferem não se arriscar e fecham mesmo.

    O correto é sempre verificar as condições antes de iniciar a viagem. Seja pela internet ou por um telefone. Todo mundo aqui faz isso, para evitar a surpresa desagradável. De olho tb nas previsões meteorológicas, para saber se vem nevasca pela frente...

    Espero ter respondido. qq dúvida, pergunte!

    Abraços

  • 27/10/2012 | 11:12 por Lina

    Oi dois

    A mamãe tem toda a razão. Foi nesta região que uma família inteira ficou perdida por 1 semana e o pai acabou morrendo tentando achar ajuda. O problema e que as vezes os sinais de estrada fechada não são claros, o sinal to celular desaparece e a tempestade vem rápido demais. Nenhum carro passa. Não arrisquem que não e brincadeira.

    Bjs

    Lina

    Resposta:
    Oi Lina

    Acidentes acontecem, mesmo nas melhores famílias. Evidentemente, precisamos nos cuidar. Mas é preciso achar o equilíbrio entre o devido cuidado e a paranoia. Senão, nem teríamos saído de nossa casa, lá em Curitiba.

    Enfim, seguimos atentos à nevascas, furacões, terremotos, tsunamis e erupções vulcânicas. Por enquanto, estamos dando o azar dessas coisas acontecerem justo depois de termos passado pelo lugar, como foi o caso do terremoto no Canadá. Mas um dia a gente acerta, hehehe!

    Beijos

  • 26/10/2012 | 17:46 por Helder

    Excelente post. Tenho vontade de ir ao North Cascades e suas fotos cheias de neve ficaram muito legais.

    Parabéns!

    Resposta:
    Olá Helder

    Legal que vc tenha gostado do post!

    O North Cascades é lindo e certamente merce mais tempo do que o que nós passamos por lá. Mas, com a neve, várias das trilhas estavam impraticáveis. No verão, estão abertas, mas aí não tem essa neve toda, tão linda.

    Se vc gosta de esquiar, também é um ótimo destino!

    Abs

  • 26/10/2012 | 10:22 por rubens

    Hoje achei vcs na net ! Parabens pela viagem e muito obrigado por compartilhar , isso é raro !! vou acompanhando e assim ficamos em contato .
    Aqui em Sampa o fim de semana promete. Céu azul.

    Vou acompanhando e assim ficamos em contato .

    Boa sorte e que tudo continue correndo bem .
    Rubens&Monica

    Resposta:
    Olá Rubens e Monica!

    Benvindos à bordo!

    Espero que continue gostando dos relatos e fotos. E, se tiver paciência, tem um histórico enorme aí no arquivo, fotos e histórias de todo o nosso continente.

    Aproveitem o céu azul aí em Sampa, cidade que fica ótima nos finais de semana! Aqui em Seattle, tempo chuvoso, mas vamos aproveitar mesmo assim

    Abs

  • 25/10/2012 | 19:53 por Lurdes

    Viajantes tomem cuidado,o tamanho da beleza e emoção é o mesmo do perigo.....mas eu queria estar aí com vcs,quem sabe aqui no sul mais tarde ,um grande abraço

    Resposta:
    Oi Lurdes

    Seguimos sempre com cuidado, é claro! Bem devagarzinho. Afinal, no meio de um lugar tão lindo, para que a pressa, hehehe!

    Esperamos te ver aí no sul, sim. mas acho que não vai ter neve, né?

    Abraços

  • 25/10/2012 | 18:50 por Dona Helen

    Não sei porqual região vocês estarão passando no próximo fu-
    turo,mas,neve é levado muito a sério nos EE UU..Sempre ouvir as previsões,colocar o líquido no combustível e o outro especial no vidro,estar alerta aos alertas.Ê um perigo ser pego no meio
    de tempestadas e ficar preso.Ess sua atitude de olê olá à neve
    é para neve de Sta Catarina,não para o Mt. Washinton.Tenham
    muito cuidado!Acidentes têm acontecido com famílias inteiras.
    Tudo nesse país é exagerado! Aventuras, nem pensar !
    Mm tem odireito de falar tudo.Beijos Mm

    Resposta:
    Olá Mama!

    Mãe tem sempre o direito de falar tudo e dar bronca, hehehe! Mas pode ficar tranquila que seguimos sempre com muito cuidado. Na neve, dirigimos bem devagar e a Fiona tira de letra. Se ela não consegue passar, quer dizer que nenhum outro carro passa. Nesse caso, a estada vai estar fechada, como já vimos várias por aqui, lacradas com cadeado.

    De qualquer maneira, vamos sempre estar alertas aos alertas!

    Beijos e muitas saudades

    P.S O clima de olê olá é só na hora de escrever o post. Na hora da neve mesmo, tudo muito bem cuidadinho!

  • 25/10/2012 | 17:39 por Virgilio

    Que FRIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

    Resposta:
    Oi Virgilio

    Estava frio só do lado de fora. Dentro da Fiona, estava quentinho, hehehe!

    Um abraço

  • 25/10/2012 | 14:07 por mabel

    Que maravilha!!!!!!Estou morrendo de vontade de fazer um passeio assim...continuarei sonhando.

    As fotos estão sensacionais.

    Sábado próximo passarei por Curitiba em direção a Santa Catarina. Lembrarei de vocês.


    Resposta:
    Oi Mabel

    De Ubatuba para Santa Catarina? Fugindo da chuva e correndo para o frio? Morro de saudades de lá. Vai ser a parte final da nossa viagem, o litoral do estado

    Legal que tenha gostado das fotos. A paisagem estava mesmo linda!

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet